Economia Financeira

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

Sem categoria

Inflação dos lanches da Copa: por que ficaram mais caros os sanduíches inspirados nas seleções?

A alta nos preços dos lanches pode ser explicada, sobretudo, pela elevada cotação do dólar e a alta do IPCA.

Por Bruna Miato, g1

McBrasil — Foto: Divulgação/Mc Donald’s

Tradição já de alguns anos, a rede de fast food McDonald’s lançou, no começo do mês, a nova edição dos famosos lanches da Copa. São oito opções de sanduíches inspirados em países que disputarão a Copa do Mundo FIFA 2022: Brasil, Catar, Argentina, Espanha, Estados Unidos, Alemanha, França e México.

Neste ano, o combo do McBrasil (com batata frita e uma bebida), que está disponível no cardápio do restaurante todos os dias, custa a partir de R$ 38,90. Já os combos dos lanches de outros países, que são disponibilizados um a cada dia da semana, saem por, pelo menos, R$ 44,90.

Há quatro anos, na Copa de 2018, sediada na Rússia, o McDonald’s também teve sua linha especial de lanches da Copa com outras seleções no cardápio. No entanto, os preços dos combos eram mais baratos, custando a partir de R$ 29,90. Com isso, a inflação dos lanches da Copa chega a 50,17%.

Para Tiago Feitosa, consultor de valores mobiliários e professor da T2 Educação, há dois principais fatores que explicam a disparada dos preços: dólar e inflação generalizada.

Os produtos da Copa do McDonald’s — Foto: Divulgação

Dólar X IPCA

No primeiro dia útil de junho de 2018, período em que a linha de lanches foi lançada em 2018, o dólar era negociado a R$ 3,84. Até o final de setembro de 2022, mês anterior ao lançamento dos lanches neste ano, a moeda americana já havia subido 37,8%, para perto dos R$ 5,40.

“O dólar tem uma pressão muito grande sobre commodities, que são negociadas na moeda americana. Impacta em produtos importantes na composição dos lanches, como na cotação do trigo (que influencia no pão) e na soja (que é alimento para animais e encarece a proteína), por exemplo. O fato de o dólar subir vai encarecer muitos pontos da nossa produção, o que gera um peso importante sobre o próprio IPCA”, explica Feitosa.

Já IPCA é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, indicador que representa a inflação oficial do país. De acordo com o especialista, boa parte da inflação brasileira é importada, ou seja, está diretamente relacionada à valorização do dólar.

Em termos de comparação, enquanto a moeda americana subiu 37,8% entre junho de 2018 e setembro de 2022, o IPCA do mesmo período ficou em 27,87%.

Dessa forma, para Feitosa, a própria elevação do dólar e os impactos sobre a inflação já explicam o aumento dos preços dos lanches da Copa. “Corrigindo o valor desses lanches em 2018, de R$ 29,90, pelo IPCA acumulado no período, chegamos a R$ 38,23, muito próximo dos R$ 38,90 do combo do McBrasil”, pontua o especialista.

Já se os preços forem corrigidos pela variação do dólar, o valor final seria de R$ 41,20, próximo dos R$ 44,90 dos outros combos. A diferença entre o preço corrigido e o preço dos lanches na rede de fast food pode ser explicada, ainda, pela margem de lucros da empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *