Economia Financeira

Aqui você encontra diversas possibilidades de crédito.

BeneficiosBrasilDicasEconomiaEducação Financeira

Selic a 13,75%: título público com isenção de IR paga mais que o dobro do Tesouro Selic – conheça

Em tempos de juros nas alturas, toda reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) para decidir a nova Taxa Selic gera “burburinho”.

Na última quarta-feira (22), não foi diferente. Mesmo com a expectativa de que a Taxa Selic continuaria em 13,75% ao ano, o mercado esperava ansioso pelo resultado.

Não deu outra: por mais 45 dias, a taxa básica de juros brasileira permanecerá em 13,75% ao ano e o tom foi de que os juros continuarão altos por mais um tempo.

A internet amanheceu hoje (23) recheada de notícias sobre essa decisão. Mas, na prática, o que isso significa para o seu bolso?

A grana fica mais curta, os empréstimos mais caros e a economia desacelera…

Por outro lado, na contramão desses efeitos negativos, há um grupo de pessoas que se dá bem quando os juros estão altos: os investidores de títulos atrelados à Selic e ao CDI.

Um cenário como esse abre uma baita oportunidade para ganhar dinheiro sem esforço. Afinal, existem títulos altamente seguros que rendem de acordo com a taxa básica da economia.

Este é o caso, por exemplo, do Tesouro Selic, considerado o investimento mais seguro do país. Ele está pagando 13,75% ao ano para você simplesmente deixar o seu dinheiro investido nele.

Mas não pense que esta é a melhor oportunidade para aproveitar os juros altos… Existe um título público “turbinado”, pouco conhecido no mercado, com rendimento de 190% do CDI.

Com os juros no patamar atual, esse retorno equivale a quase 26% ao ano – praticamente o dobro do Tesouro Selic. É um rendimento de renda variável com a segurança de um título público, algo raramente encontrado nos bancos e corretoras.

Além do rendimento acima da média, esse investimento é isento de Imposto de Renda e tem prazo estimado de 2 anos e 4 meses.

Ou seja: não é preciso se preocupar com a “mordida” do Leão nos seus rendimentos e em um prazo relativamente curto já é possível resgatar o seu dinheiro.

Mesmo com alternativas atrativas como essa, milhões de brasileiros ainda preferem apostar na poupança, que, no ano passado, por exemplo, gerou um retorno abaixo da Taxa Selic.

Foi um rendimento de 7,89% em 2022 e decepcionou o bolso dos investidores. Quem deixou o dinheiro parado na poupança “jogou no lixo o potencial lucrativo de outros ativos tão seguros quanto ela.

É claro que não dá para voltar atrás e não adianta mais “chorar o leite derramado”. Mas com a manutenção da Selic a 13,75% ao ano, há espaço para correr atrás do prejuízo e buscar bons rendimentos daqui para a frente.

Você pode ganhar R$ 5 mil a mais do que na poupança – simulação mostra rendimento de cada um dos ativos

Para ter ideia da diferença extraordinária entre o rendimento de cada um desses três ativos – Tesouro Selic, poupança e título público “turbinado” –, veja uma simulação considerando R$ 10 mil investidos durante 2 anos e 4 meses (28 meses):

Esse cálculo considera a Selic atual, de 13,75% ao ano, em todo o período do investimento. No caso da poupança, foi levado em conta o retorno do ano passado, de 7,89%.

Veja: é considerado o retorno líquido de cada um dos ativos. Embora a poupança e o título público “turbinado” não tenham incidência de Imposto de Renda, o Tesouro Selic sofre uma “abocanhada” de 15% sobre os rendimentos.

Mas essas informações são todas muito técnicas, não é o foco aqui. O ponto central é, justamente, a quantia que você pode ganhar em cada um desses três ativos enquanto os juros seguem no maior patamar dos últimos 6 anos.

Percebe que o Tesouro Selic rende R$ 1 mil a mais que a poupança, mesmo tendo cobrança de IR?

Ou, indo mais além, viu que o título público “premium” paga 2 vezes mais que o Tesouro Selic e 3 vezes mais que a poupança (R$ 5 mil a mais)?

O que estou querendo te mostrar é que há espaço para ganhar muito dinheiro com a alta da Selic. Mas existem oportunidades mais vantajosas do que outras e é preciso escolher os investimentos certos.

Não basta deixar seu dinheiro parado na poupança, por exemplo, e achar que aquilo está sendo o suficiente para turbinar sua vida financeira.

É nos ativos “raros” que se escondem os maiores potenciais lucrativos, como é o caso do título público “turbinado” que pode pagar R$ 7.125,16 para quem investir R$ 10 mil.

Qual é este título público ‘premium’ com isenção de Imposto de Renda?

Encontrar um título público com retorno de 190% do CDI não é tão comum no mercado. Poucas pessoas conhecem este ativo, mas ele se destaca, principalmente, por:

  • Ter rendimento de quase 26% ao ano nos juros atuais;
  • Prazo estimado de 2 anos e 4 meses;
  • Isenção de Imposto de Renda;
  • Risco controlado (mais seguro que ativos privados, por exemplo);
  • Sem aporte máximo.

A maioria dos bancos e corretoras oferecem investimentos que chegam a “apenas” 100% ou 110% do CDI.

Quando passa disso, geralmente tem “pegadinhas” de aporte máximo muito baixo ou, então, prazo tão pequeno que não dá nem tempo dos juros compostos trabalharem.

Mas não é o caso aqui. Como você deve ter percebido, essa é uma modalidade de investimento verdadeiramente atrativa e aberta para qualquer pessoa com CPF válido e acesso à internet.

A simulação em comparação com a poupança e o Tesouro Selic considerava o investimento de R$ 10 mil. Mas os ganhos podem ser ainda maiores investindo mais dinheiro neste título público.

Por se tratar de uma oferta exclusiva e rara no mercado, uma corretora criou um grupo VIP gratuito para divulgar em primeira mão sempre que tiver oportunidades como essa.

Neste grupo, já foram disponibilizados títulos públicos com 205, 210, 215 e até 250% do CDI, todos com isenção de IR.

Ou seja, mesmo sendo extremamente atrativo, o rendimento de 26% ao ano nem é o maior que já foi oferecido aos investidores.

A boa notícia é que você pode começar a fazer parte deste grupo VIP gratuito a partir de agora. A corretora abriu vagas para novos interessados em surfar a alta da Selic por mais tempo e é muito simples se cadastrar